Jack, o Estripador


O mistério em torno dos assassinatos de algumas prostitutas em Whitechapel, Londres, em 1888 ainda hoje fascina muita gente. Há filmes e livros que falam sobre o assunto. Quem foi Jack, o Estripador? A resposta definitiva provavelmente está perdida para sempre...



Jack, o estripador foi um assassino que assustou Londres no final do século XIX. No dia 7 de agosto de 1888, um morador de um conjunto habitacional de East End, um bairro pobre de Londres, encontrou o corpo da prostituta Martha Turner. Martha foi a primeira vítima de Jack. Depois dela vieram mais quatro, todas meretrizes que freqüentavam os bares da região. A última foi assassinada em 9 de novembro de 1888. Há ainda outros casos atribuídos ao assassino, mas podem ter sido cometidos por psicóticos motivados pela fama que Jack alcançou. Ele não foi o primeiro assassino em série que se tem notícia, mas sua história fez sucesso porque foi a primeira a surgir numa metrópole em uma época em que a imprensa já tinha grande força. Jack, o estripador é como se identificou o remetente de uma carta enviada pelo suposto assassino para a Agência Central de Notícias.

Jack estrangulava suas vítimas e depois as mutilava com facadas. Na opinião dos médicos que examinaram os cadáveres, ele tinha conhecimentos de anatomia. Em um caso, ele retirou um rim sem danificar os órgãos que estavam ao redor. Em outro, removeu órgãos sexuais com um único golpe de faca. A identidade verdadeira de Jack nunca foi descoberta, apesar de vários suspeitos terem sido indicados. A polícia fez o que pode, mas foi desmoralizada. O inspetor Charles Warren, que comandava as investigações, demitiu-se depois de dar sua última ordem: fotografar os olhos de uma das prostitutas, pois acreditava-se que uma pessoa guardava na retina a última imagem vista antes de morrer.


FONTE


Mais sobre Jack, the Ripper, AQUI (em inglês)


Nenhum comentário: